Aché lança aplicativo de rastreabilidade de medicamentos

Lançado em outubro, o aplicativo Aché – Meus Medicamentos, do laboratório Aché, presta um importante serviço ao varejo e ao consumidor ao permitir a consulta de informações sobre os medicamentos e produtos da empresa. Para isso, basta o consumidor escanear o código de barras ou o QRCode na embalagem para consultar o local e setor de fabricação do produto e as etapas da produção, desde a pesagem dos ingredientes até a embalagem secundária e envio para distribuição. “Por meio do aplicativo, oferecemos informações adicionais relacionadas à saúde e ao bem-estar, além de dar ao cliente e ao varejista a garantia de origem do produto fortalecendo nossas marcas”, diz Paulo Nigro, presidente do Aché.

A iniciativa faz parte do programa de rastreabilidade do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM), instituído pela Lei nº 11.903 e que começa a valer para toda a cadeia farmacêutica a partir de 2021. Aprovada em janeiro de 2017, a lei da rastreabilidade de medicamentos no Brasil é um tema de alta relevância, pois possibilita ao consumidor a garantia de origem e deve contribuir para inibir a comercialização de produtos roubados ou falsificados. O mercado farmacêutico mundial movimenta mais de US$ 1 trilhão de dólares por ano e o setor sofre com alto grau de falsificações. Segundo a WHO (World Health Organization) e o Center for Medicine in the Public Interest, os medicamentos falsificados representam até 10% do total no mundo.

Para atender à nova legislação, já foram investidos pela farmacêutica cerca de R$ 23 milhões em equipamentos para rastreabilidade e desenvolvimento dos sistemas de validação e banco de dados. Até o fim de 2021, o investimento total deve ultrapassar os R$ 46 milhões. A plataforma também traz a bula digital e disponibiliza conteúdos informativos que auxiliam no tratamento. Um deles é um vídeo sobre a intercambialidade de remédios, que explica, com base na legislação vigente, quais medicamentos podem ser trocados na hora da compra, sem colocar em risco o sucesso do tratamento. O aplicativo já está disponível para download gratuito na Play Store e Apple Store, para as plataformas Android e iOS.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico