Aché lança novas apresentações de Montelair

Com foco no cliente e buscando levar conforto a médicos e pacientes, o Aché lança quatro novas apresentações de Montelair (montelucaste de sódio), antileucotrieno indicado para o tratamento coadjuvante da asma, rinite e sintomas oculares. A novidade é o número de unidades na embalagem, que agora conta com 60 comprimidos e permite o tratamento prolongado por dois meses. As demais apresentações com 30 unidades continuarão sendo comercializadas normalmente.

Montelair, lançado em 2011, foi o primeiro similar de montelucaste a chegar ao mercado e atualmente está disponível nas formas farmacêuticas  comprimidos revestidos, sachê e comprimido mastigável. “Cada apresentação se adequa a um perfil de paciente e faixa etária”, explica Karla Tambellini, gerente do produto.

As apresentações de 4mg sachê são indicadas para bebês de seis meses a 2 anos pois o sachê contém um pó que é fácil de misturar na alimentação por exemplo. O comprimido mastigável na dosagem de 4mg é indicado de 2 a 5 anos, e 5mg de 6 a 14 anos, pois é semelhante a uma bala, de fácil ingestão; e o tradicional comprimido revestido de 10mg é indicado para pessoas acima dos 15 anos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), cerca de 20 milhões de brasileiros são portadores de asma, doença inflamatória crônica, sem cura, caracterizada pelo estreitamento generalizado dos brônquios ou por fatores alérgicos. No mundo, mais de 334 milhões são acometidos pela doença.

Já a rinite é uma irritação e inflamação crônica ou aguda da mucosa nasal, podendo ou não ser de origem alérgica. Estudo da ISAAC (Estudo Internacional de Asma e Alergias na Infância, na sigla em inglês) indica que cerca de 25% dos adultos brasileiros e de 19% a 25% das crianças entre 6 e 14 anos são portadoras de rinite alérgica.

Controle dos sintomas em longo prazo

Montelair atua no controle dos sintomas da asma e rinite em longo prazo, por isso, as apresentações com 60 unidades possibilitam ao paciente usar o medicamento pelo tempo mínimo de dois meses e só então retornar para a avaliação médica, quando o especialista terá certeza se houve ou não o efeito positivo esperado. “Antes de 60 dias é muito provável que o organismo ainda não tenha se adaptado ao montelucaste”, diz o Dr. Eduardo Motti, diretor do núcleo médico do Aché.

Acesso ao tratamento

As novas apresentações fortalecem ainda o conceito de adesão ao tratamento por serem até 25% mais acessíveis que os principais concorrentes e 15% mais em conta que a apresentação com 30 unidades do Aché.

Montelair – novas apresentações com 60 unidades

Princípio ativo: montelucaste de sódio

Apresentação: Montelair é indicado para o tratamento de asma, incluindo a prevenção dos sintomas de asma durante o dia e noite; para prevenção do estreitamento das vias aéreas causado pelo exercício, para tratamento da rinite alérgica, incluindo sintomas diurnos e noturnos como congestão nasal, coriza, coceira nasal e espirros; congestão nasal ao despertar, dificuldade de dormir e despertares noturnos; e tratamento do lacrimejamento, coceira, vermelhidão e inchaço dos olhos.

Registro MS: 1.0573.0405

PMC (ICMS 18% SP): 10mg com 60 comprimidos: R$ 104,39 / 4mg com 60 sachês: R$ 120,77 / 4mg com 60 comprimidos mastigáveis: R$ 116,58 / 5mg com 60 comprimidos mastigáveis: R$116,58

CAC Aché: 0800-701-6900

Sobre o Aché Laboratórios

O Aché é uma empresa 100% brasileira com mais de 50 anos de atuação no mercado farmacêutico. Conta com três complexos industriais: em Guarulhos (SP), São Paulo (SP) e Londrina (PR) e participação na Melcon do Brasil, no Laboratório Tiaraju e na Bionovis, joint-venture brasileira dedicada à pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. Emprega 4,6 mil colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor farmacêutico no Brasil. Para atender às necessidades dos profissionais da saúde e consumidores, o Aché oferece um portfólio com 326 marcas em 804 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar nos segmentos de dermocosméticos, nutracêuticos, probióticos e biológicos. Ao todo, são 142 classes terapêuticas e 25 especialidades médicas atendidas. Com a internacionalização, a empresa fechou acordo de exportação para 20 países das Américas, África e Ásia.

Em 2016 e 2015, o Aché ficou em 1º lugar na categoria Farma e Life Science do prêmio Inovação Brasil do jornal Valor Econômico, em parceria com a consultoria Strategy&. Também em 2016, foi reconhecido como o 1º do setor farmacêutico nas dimensões Desempenho Financeiro e Responsabilidade Socioambiental, no anuário Época Negócios 360º – As Melhores Empresas do Brasil, e conquistou o 1º lugar na categoria Indústria Farmacêutica na 14ª edição do estudo Empresas que Mais Respeitam o Consumidor. Em 2015 e 2016, conquistou a 1ª colocação do setor no Prêmio Empresas Mais, pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela Fundação Instituto de Administração (FIA), ligada à Universidade de São Paulo.

O propósito da companhia é gerar e compartilhar valor com seus diferentes públicos, levando mais vida às pessoas onde quer que elas estejam, para que possam viver mais e melhor.



Deixe uma resposta