Cooperfarma passa por importantes mudanças para crescer

 

Em 2017, Cooperfarma passará por mudança da marca, com nova identidade visual, mais moderna e atrativa, buscando crescimento das associadas.
Em 2017, Cooperfarma passará por mudança da marca, com nova identidade visual, mais moderna e atrativa, buscando crescimento das associadas.

Publicada em 10/10/2016

A Cooperfarma é uma associada da Febrafar que surgiu em Foz do Iguaçu, em 1997, resultado da união de seis amigos empresários do ramo farmacêutico, que tinham por objetivo formar uma rede com a qual pudessem alcançar maior visibilidade em sua área de atuação e promover oportunidades de aumentar o poder de compra.

Durante 10 anos de existência, a rede preferiu focar apenas em sua cidade de origem e, somente em meados de 2006, iniciou sua expansão com a adesão de farmácias em outras localidades. Hoje, a rede conta com cerca de 50 farmácias, espalhadas em 15 municípios, nas regiões oeste, sudoeste e noroeste do Paraná e oeste de Santa Catarina.

A partir de 2017, iniciarão um novo ciclo com a mudança da marca para Coperfarma (com apenas uma letra “o”) e uma nova identidade visual, mais moderna e atrativa. A estrutura que foi pensada para o futuro, visando o crescimento orgânico de modo que a quantidade de lojas não interfira na qualidade das associadas. Atualmente, 1% do faturamento das farmácias do Paraná está concentrado nas associadas à Cooperfarma.

Para entender melhor o funcionamento da rede, veja entrevista com seu gerente comercial Julio Ricardo Benitez.

1 – Qual é a relação da Cooperfarma com as farmácias associadas?

Nosso diferencial é voltado para a melhoria da gestão de processos das farmácias. Tudo o que fazemos está relacionado à busca por melhores resultados. Acreditamos que uma rede forte é formada por farmácias fortes, e nossos esforços são totalmente direcionados a esse fim.

Contamos com os anjos, que oferecem suporte integral às farmácias da rede, por meio da análise de indicadores de performance extraídos de ferramentas gerenciais, dentre as quais o PAI (Painel de Aferição de Indicadores) é o ponto de partida desse processo.

As ações de marketing são pensadas individualmente, a fim de permitir maior assertividade para cada realidade. Semanalmente, gerenciamos a compra de medicamentos das principais indústrias do mercado, cujo objetivo é proporcionar ao associado a manutenção de sua demanda mensal com a melhor condição disponível no momento da negociação, preservando, na pior das hipóteses, a condição que a farmácia já tem no dia a dia.

2 – Como é o momento que as farmácias associadas à sua rede estão passando?

O momento é muito bom pra Cooperfarma, estamos com um crescimento médio YTD, referente a agosto de 2016, de 20,59%, bem acima do mercado regional e nacional. Observamos que a linha de não medicamentos vem impulsionando muito esse crescimento em nossa rede, pois crescemos perto de 30% na categoria em 2016.

3 – Quais são as ferramentas que acreditam que proporcionam um diferencial na gestão dessas farmácias?

Sem dúvida que as ferramentas disponibilizadas pela Febrafar nos proporcionaram os diferenciais para a melhoria da gestão de nossas farmácias, tais como: PAI, PEC, SIC, Anjos e MBA – na época, oferecido pelo CPDEC/Unicamp.

Gerente comercial Julio Ricardo Benitez
Gerente comercial Julio Ricardo Benitez

4 – O que uma loja deve priorizar para ser próspera em seu ramo de atuação (preço, estratégia, promoção, produtos)? Quais os motivos?

Quando você visita futuros interessados em participar da rede, que estão sozinhos ou em bandeiras que não oferecem nenhum ou pouco suporte, fica cada vez mais evidente que não existe milagre para crescer.

Para ser próspera, uma farmácia deve se atentar a todos os aspectos inerentes ao segmento: ter uma política comercial bem definida de preços; estratégia de captação e retenção de clientes; ofertas em produtos consagrados no mercado, de alto giro; ter um bom mix de produtos, sem rupturas; uma farmácia bem iluminada, limpa e atrativa; e com uma equipe capacitada e motivada a atender às necessidades do consumidor – esses, na minha visão, são os principais fatores de sucesso para uma farmácia prosperar.

5 – Qual a relação da rede com o Associativismo?

Acredito que a linha de pensamento está muito ligada à busca pelo associativismo. Em geral, todas as redes são parecidas, a diferença está no foco de atuação de cada rede.

Portanto, quando um lojista tem foco voltado apenas para a condição comercial, invariavelmente, ele irá se associar a uma rede que o ofereça uma melhor condição comercial.

O associativismo prega uma parceria ganha-ganha, em médio e longo prazo, e tem mais a ver, na minha opinião, com a visão do lojista de se encaixar nessa filosofia. Ele precisa se identificar com as propostas e acreditar que a rede irá contribuir para alcançar seu objetivo, mas que ele é o único responsável para que isso verdadeiramente aconteça.

6 – Qual a importância da parceria com a Febrafar para o desenvolvimento do trabalho que vocês desenvolvem?

Sem a Febrafar, sem dúvida alguma, não estaríamos na posição que estamos hoje, com todas as informações de mercado disponíveis e as melhores ferramentas gerenciais.

7 – Quais são as projeções traçadas por sua rede para o futuro?

Estamos em uma fase de mudança de identidade visual, de marca. Não podemos estimar, mas existe sim uma perspectiva de aumentar o número de farmácias consideravelmente nos próximos anos.

É importante aumentar o número de lojas, pois agrega escala; contudo, pensamos prioritariamente em melhorar a qualidade das lojas. Nossos critérios continuarão a existir, a fim de trazermos pessoas comprometidas com o resultado, independente do faturamento, mas que tenham potencial e sejam empreendedoras.

8 – Quais as estratégias para atingir esses objetivos? E quais as novidades que já se pode apresentar para o mercado?

Nosso objetivo é iniciar 2018 com todas as farmácias já na nova identidade. Essa é a maior novidade que teremos e que, muito provavelmente, ainda em 2016, iniciaremos as mudanças nas primeiras farmácias. Reforçamos nosso time na central da rede esse ano e vemos a necessidade de reforçar ainda mais para 2017, prestando um serviço sempre melhor para nossos associados.

Com informações da assessoria de comunicação Febrafar



Deixe uma resposta