Encontro de especialistas revela o bom desempenho do mercado farmacêutico brasileiro

Edison Tamascia, presidente da FEBRAFAR, apresenta a entidade aos participantes do encontro
Edison Tamascia, presidente da FEBRAFAR, apresenta a entidade aos participantes do encontro

Publicado 11/09/2015

Representantes da FEBRAFAR e da Abradilan representaram o Brasil no Encontro de Parceiros de Negócios promovido pela Close-Up International, entre os dias 2 e 5 de setembro, em Buenos Aires, Argentina.

O encontro, que acontece anualmente, contou com a presença de representantes da Argentina, Paraguai e Uruguai, além do Brasil. O objetivo, conta o diretor regional da América Latina da Close-Up International, Paulo Paiva, é que empresas ou associações possam trocar experiências com parceiros de outros países. “Representantes de cada país apresenta o papel deles no mercado. Promovemos um painel para discutir diferenças, avaliar oportunidades, mostrar como cada um evolui”.

O presidente da FEBRAFAR, Edison Tamascia, destacou que a organização do evento é impecável e ajuda na troca de experiência entre os participantes. “Eles têm muito cuidado com a pauta, que é muito bem definida”. Tamascia também salientou a boa posição que o Brasil se encontram em relação aos países vizinhos. “Cada vez que encontro empresários de outros lugares é muito positivo. E sempre que conheço o mercado externo fico mais feliz com o nosso. Estamos muito bem”.

Paulo Paiva, da Close-Up International; Jony Anderson Tavares de Sousa, diretor de relações institucionais da Abradilan; José Lúcio Alves, vice-presidente da FEBRAFAR; Juliano Cunha Vinhal, vice-presidente da Abradilan; e Francisco das Chagas Almeida, presidente da Abradilan (da esquerda para a direita)
Paulo Paiva, da Close-Up International; Jony Anderson Tavares de Sousa, diretor de relações institucionais da Abradilan; José Lúcio Alves, vice-presidente da FEBRAFAR; Juliano Cunha Vinhal, vice-presidente da Abradilan; e Francisco das Chagas Almeida, presidente da Abradilan (da esquerda para a direita)

O vice-presidente da Abradilan, Juliano Cunha Vinhal, acrescenta que é muito valioso conhecer os outros mercados, mas concorda com Tamascia no fato de que, no Brasil, temos uma realidade mais desenvolvida. “Estamos mais avançados no genérico, nos similares equivalentes, na cultura do consumidor de optar por preços mais acessíveis. O mercado fora tem preço liberado, mas é concentrado nas indústrias tradicionais”.

Juliano destaca ainda a boa parceria entre a FEBRAFAR e Abradilan, revelando que não existe relacionamento do varejo com os distribuidores nos países participantes do encontro. “Os canais são rivais na parte comercial e individualistas com as informações, nada pode ser compartilhado. Diferente da relação harmoniosa entre FEBRAFAR e Abradilan”.

A impressão foi a mesma para o vice-presidente da FEBRAFAR, José Lúcio Alves. “Voltamos confiantes no nosso mercado promissor. Estamos mais preparados do que o grupo participante”. Ainda assim, ele reconhece a importância de manter contato com outros interessados em construir um mercado farmacêutico mais desenvolvido.

Para Paiva, o grande destaque do Brasil se dá pelo papel importante que a FEBRAFAR desenvolve junto a seus associados. “Geralmente as associações têm um papel de representatividade institucional, a FEBRAFAR oferece a seus associados mais oportunidades de negócios”, conclui.

Fonte: Assessoria de Comunicação FEBRAFAR

Fotos: Enviadas pelos participantes do encontro



Deixe uma resposta