Febrafar fecha ciclo de reuniões regionais

Um ciclo que se fecha! No último dia 20 de outubro foi realizada a última Reunião Regional Febrafar com representantes dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santos, Goiás e Distrito Federal. Com isso, foram visitadas todas as regiões nas quais existem redes filiadas à federação, sendo realizada uma análise minuciosa da situação dessas em comparação com o mercado.

Esses encontros fazem parte da missão da Febrafar que busca promover a integração e o fortalecimento das redes associadas em todo o território brasileiro, visando o desenvolvimento socioeconômico. Assim, além das frequentes reuniões nacionais, se observou a necessidade da realização de reuniões locais, mais com temáticas mais específicas.

“É importante que nossas redes tenham uma visão aprofundada de seus números, não comparando apenas com o mercado nacional, mas, principalmente com os seus concorrentes diretos nas regiões. Além disso, é uma importante oportunidade de apresentar a força de nossas ferramentas, incentivando a utilização”, explica José Abud Neto, diretor geral da Febrafar, que comanda esses encontros.

Ele se refere ao fato de serem demonstrados nessas oportunidades diversos comparativos, dentre eles os que mostram os resultados das lojas que utilizam ferramentas como PEC e PGC, com os das demais lojas. Os resultados de forma geral demonstram um impressionante crescimento na competitividade e no crescimento dos que se apoiam nessas estruturas.

“Felizmente, na grande maioria das vezes os resultados que estamos levando para as lojas são positivos, pois o associativismo vem se demonstrando como uma alternativa muito forte para se diferenciar no mercado, sendo que nossos números são maiores do que as demais lojas do país”, comemora Abud Neto.

Para entender a relevância dessas reuniões regionais é preciso entender o universo no qual a Febrafar está inserida, sendo que atualmente são 9.873 lojas distribuídas em 56 redes. Estando presentes em 2.801 Municípios, em 25 Estados e no Distrito Federal, tendo hoje uma capilaridade impressionante e possibilitando os compartilhamentos de conteúdos e tecnologias de ponta, que não seriam viáveis se não fosse a união dessas redes.