Pfizer vende sua participação no laboratório brasileiro Teuto

Uma notícia que vem movimentando o mercado farmacêutico nacional é o fato de que multinacional americana Pfizer vendeu de sua participação de 40% no laboratório brasileiro Teuto para a família Melo, que comanda o negócio desde 1986. Além disso, foi anunciada a saída, do executivo Victor Mezei da presidência da Pfizer no Brasil, ainda não foi escolhido seu sucessor.

Veja a nota sobre a saída enviada pela empresa ao mercado:

“Após uma cuidadosa avaliação, a Pfizer decidiu encerrar a parceria com o Laboratório Teuto, como resultado dessa decisão, a companhia venderá sua participação de na Teuto para a família Melo, após a aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Económica).

Desde 2010. Pfizer e Teuto trabalharam em conjunto para melhorar o acesso da população brasileira a medicamentos de qualidade. A companhia reconhece a liderança da Teuto no mercado brasileiro, assim como seu impacto no segmento de genéricos e seu compromisso em melhorar a saúde e o bem-estar dos pacientes.

A Pfizer, entretanto, decidiu concentrar seus esforços e investimentos no atual portfólio de medicamentos da empresa – que engloba produtos estabelecidos, vacinas e medicamento inovadores em diversas áreas terapêuticas, assim como em seu pipeline, composto de inúmeras moléculas em desenvolvimento.

É importante ressaltar que nosso compromisso com o Brasil não muda, presente no pais há 65 anos, a Pfizar continua considerando o Brasil como um mercado prioritário para a empresa a longo prazo. Desejamos ao Teuto e aos colegas que lá atuam muito sucesso no futuro”.

Com informações da Pfizer do Brasil



Deixe uma resposta