Guia Farma de Categorias busca impulsionar venda de MIPs

guia farma
Objetivo do Guia Farma é mapear os MIPs bem como apresentar a melhores práticas de GC, fator que tem impacto direto nos resultados das farmácias

Representantes da IMS Health e da ESPM estiveram no último dia 6 de dezembro na sede da Febrafar para apresentar o Guia Farma de Categorias, que contou com o apoio para desenvolvimento da associação, bem como dados de redes associadas com foi o caso da Farmarcas e da Farma & Cia.

O Guia tem como objetivo mapear os Medicamentos Isentos de Prescrições (MIPs) bem como apresentar a melhores práticas de Gerenciamento de Categorias (GC), fator que tem impacto direto nos resultados das farmácias, tais como reduções significativas de custo e melhores resultados comerciais, focalizando as práticas de merchandising e marketing mais eficientes, sempre orientadas para o consumidor. Para isso o material será distribuído para gestores de farmácias, que poderão assim tomar decisões mais assertivas na hora da compra e no estabelecimento de estratégias de vendas.

Os MIPs são responsáveis por 30% de todos os medicamentos vendidos no Brasil e são definidos como aqueles aprovados pelas autoridades sanitárias para tratar sintomas e males menores e podem ser comercializados sem prescrição médica, devido à sua segurança e eficácia, desde que utilizados conforme as orientações disponíveis nas bulas e rotulagens.

Durante a apresentação do material o Board do Guia, representado por Rodrigo Kurata, Rogério Lima, Paulo Marcos Gomes, Gean Martins e Ricardo Pastore, coordenador do Núcleo de Estudos de Varejo da ESPM – SP falaram da relevância de apresentar um material tão completo depois de mais de um ano de preparo.

O Guia possui informações importantes na relação direta com o cliente, proporcionando informações relacionadas a vários pontos como sortimento e exposição dos produtos em gôndolas. Assim se atua em duas frentes, a de atrair novos clientes para as farmácias e para reter os atuais. Entendendo o comportamento de compra dos clientes nos pontos de vendas se torna possível ações de incentivos de compras adicionais, elevando o tíquete médio.

O consultor do Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Continuada (IFEPEC), Valdomiro Rodrigues, teve participação direta no desenvolvimento do material, compartilhando em reuniões parte de sua expertise de anos de mercado em prol de aprimorar a análise dos resultados.

“Todo o processo de elaboração do material foi bastante complexa, com várias reuniões de trabalhos para que pudéssemos definir quais as melhores formas de distribuição de produtos, para isso foram criadas categorias distintas e sempre que ocorria algum tipo de conflito de informação, a questão era levada a um comitê que mediava para um consenso. Toda essa preocupação possibilitou um material bastante completo e de uma importância única”, explica Rodrigues.

Para o presidente da Febrafar, Edison Tamascia, a participação da federação nesse tipo de ação é fundamental. “Entre nossas funções está o fornecimento de informações diferenciadas às drogarias de nossas redes, e é isso que é possibilitado por esse material, que, se utilizado corretamente, se transformará em um diferencial de mercado para as farmácias”.

O Guia Farma de Categorias foi dividido em quatro livro, que abordam grupos de produtos diferentes, que são: Dor & Febre; Gastro; Gripe & Resfriado, e Vitaminas Minerais & Suplementos. Devido à importância estratégica do material, durante 2017, a Febrafar realizará uma série de treinamento via internet, com o objetivo de auxiliar as redes na melhor utilização do material.



Deixe uma resposta