Presidente da Febrafar é destaque da revista da Teuto/Pfizer

A última T Revista, publicação do Laboratório Teuto/Pfizer preparou uma reportagem especial sobre a trajetória do presidente da Febrafar Edison Tamascia e os rumos tomados até que se tornasse um dos principais nomes do associativismo farmacêutico nacional. Veja o conteúdo na íntegra:

Do interior de São Paulo para a presidência da maior associação do varejo farmacêutico brasileiro

A história de Edson Tamascia até a presidência da principal associação do varejo farmacêutico brasileiro é marcada pela persistência e perseverança. Tudo começa no interior de São Paulo, onde, aos 12 anos, trocou o estudo pelo trabalho em uma drogaria. “Foi meu primeiro trabalho. E nunca trabalhei em outra coisa”, conta, ao relembrar o início da história no segmento farmacêutico.

Mesmo quando sua família decidiu se mudar para São José do Rio Preto, também no interior de São Paulo, Tamascia seguiu na profissão. “Não tinha muita escolha. Eu não sabia exercer outro ofício e sentia afinidade com o setor, então continuei trabalhando em farmácia na nova cidade”, confessa. Aos 18 anos de idade, deu um salto importante. Foi contratado por uma rede de grande porte.

Com apenas dois anos de empresa, Tamascia foi promovido a subgerente e, depois, tornou-se gerente substituto, responsável por cobrir as férias de outros profissionais.

A função o obrigou a viajar muito pelo Brasil, até que, no início da década de 80, retornou a São José do Rio Preto. Decidiu, então, deixar o emprego e iniciar uma nova jornada na área de distribuição farmacêutica. Ao mesmo tempo, o gosto pelo varejo farmacêutico contagiava também seus irmãos. Um deles, inclusive, adquiriu uma farmácia em sociedade com um amigo, na cidade de Piracicaba, também no interior de São Paulo.

Não tardou muito e o sócio decidiu se desfazer do negócio e colocou sua parte à venda. Tamascia não perdeu a oportunidade, arrematou a sociedade e, em novembro de 1990, tornou-se o mais novo empresário do ramo de varejo farmacêutico. Por volta de 1996, ele já comandava três farmácias em Piracicaba, juntamente com os irmãos.

Em busca de inovação, fundaram a rede associativista de farmácia Farmavip, em 1997. Além dos irmãos Tamascia, outros três empresários compunham a nova empreitada. Enquanto alguns defendiam interesses pessoais dentro da administração da rede, os irmãos desejavam melhorar a gestão das lojas.

Em 1998, Tamascia assumiu a presidência da Farmavip, que lhe abriria portas importantes para a definitiva consolidação na carreira dentro do varejo farmacêutico. Quando assumiu o comando da rede de Piracicaba, Tamascia não apenas passou a frequentar as reuniões informais das redes paulistas, posteriormente os encontros da Faesp, da qual foi eleito presidente em 1988.

Logo que assumiu a presidência da Faesp, colocou as mãos na massa. Conforme desejado por ele, mudou a gestão da organização paulista para Piracicaba, a fim de tocar os trabalhos juntamente com a Farmavip, concentrados em um mesmo escritório.

O modelo de associativismo e a experiência como presidente da Faesp, foram o ponta pé para o desenvolvimento de uma entidade que unisse os dois conceitos e atuasse como representante do varejo farmacêutico. Nascia a Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar), uma sociedade civil sem fins lucrativos, regida por estatuto social, com sede administrativa na cidade de São Paulo e atuação nas principais regiões do País.

Atualmente, a FEBRAFAR reúne 53 redes de farmácias independentes em 25 estados mais o Distrito Federal. As mais de 9,6 mil lojas integradas às redes associadas à FEBRAFAR atendem clientes em mais de 2.400 municípios. E o resultado dessa história é celebrado por Tamascia: “O segmento farmacêutico é minha vida. Sou apaixonado pelo que eu faço!”

Sobre a parceria com a Teuto, completa: “A parceria entre Febrafar e Teuto é e sempre foi fundamental para o desenvolvimento e evolução dos nossos associados e também de nossas associações. O Teuto sempre teve uma política comercial voltada para as pequenas e medias farmácias, onde estão a maioria das associadas à Febrafar, além disso, as ações de apoio as iniciativas de nossa central tem sido fundamental para nossa evolução, diante disso considero o Laboratório Teuto como um dos principais parceiro do associativismo”.

Com informações da T Revista



Deixe uma resposta